Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
Uma breve autobiografia consumista minha

Eu não sei ao certo quando virei uma consumista de carteirinha lembro que aos 14 comprei meu primeiro Converse de xadrez, era lindo vermelho azul e verde foi o boom no colégio eu e minha amiga Érika só que tínhamos mais eu não era viciada em compras e tbm n tinha muita noção de moda naquela época eu era básica digamos assim...

 

Aos 16 comprei meu primeiro Chuck Taylor (All Star de cano médio) era importado e só eu tinha um desses no colégio (de menina) espanto mesmo eu causei quando fui uma tarde de mini saia e Chuck Taylor aí, fui coroada como a paty/antisocial/rocker/avrillavigne, eu pouco me importava tinha visto uma garota assim no clipe do Deftones e sonhava em pegar o Jonathan Davis do Korn. Foi nessa mesma época que eu começei a ficar com o Bizkitti (vulgo YurE para quem o conheceu depois dos 20)  e conheci todo o cenário punk de playboy de Manaus e começei a prestar atenção nas meninas todas frescas, riquinhas e nojentas...

no meio delas eu era só mais uma garotinha cabeluda que tinha um Chuck Taylor a diferença é que eu não tinha uma blusa da Colcci para cada dia da semana. E eu me sentia mt mal por isso.

 

Aos 18 eu dei um tempo naquela vida escrota e resolvi fazer as coisas do meu jeito e começei a customizar minhas coisas, comprar na C&A e usar sutiã colorido... Fiz amizade com a Nathália eu penso cmg que foi a Nathália que me fez querer ser menina, ela era tão bonita... Com ela eu conheci um mundo novo das pessoas que ralam para ter as coisas, do shopping como antidepressivo. Foi nessa época tbm que conheci pessoas que gostavam de rock e não eram filhinhos de papai alienados de merda, comprei minha primeira havaiana e me senti em casa... foi uma das épocas mais prazerosas da minha vida.

 

Aos 19 descobri o encantado mundo do rockabilly e me permiti ser mais feminina e bem cuidada, deixei de lado a havaina e comecei a colecionar sapatos. Me interecei por moda, aprendi a dançar e gostar de Zumbis, caveiras, poás e cerejas... Fui criando confiança, cortei o cabelo joãozinho pintei de vermelho cereja e começei a usar vestidos.

 

Aos 21 me divorciei do mundo rocker precisava viver a minha vida sem pensar nos outros. Os shows da Soda Billy ficaram um pouco para trás, começei a frequentar novos lugares com novas pessoas me permiti ser mais flexível, não me arrependo continuo sendo uma pin up e acho que serei até ficar velhinha  e as minha cerejinhas ficarem que nem uva-passa...

 

Eu ainda adoro dançar rocka, adoro a Soda  adoro tatuagens old school... mais a vida não para aí a vida continua num botequim com um drink diferente a cada noite. Hoje acabei de crer que eu sou livre...

 

Sou consumista compulsiva devo ter uns 20 vestidos de xadrez e de bolinha lá por casa, ainda uso Converse (só que agora de couro cobre brilhoso!), ainda uso topete, desenho e customizo minhas próprias roupas essa sou eu aos quase 23 anos.

 

Não mudei muito (só 5 quilinhos a mais e umas olheiras) minha maior mudança foi me permitir errar, sentir e viver.

 

É por essas e outras que eu me adoro! E sou phodaaaaaa

 

 

 


sinto-me:
trilha sonora: Me adora

by Cá às 21:16
link do post | comentar | favorito

.sobre mim
.pesquisar
 
.Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29
30


.posts recentes

. Uma breve autobiografia c...

.arquivos

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. todas as tags

.links
.foticas
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds