Quinta-feira, 22 de Abril de 2010
Afeeez

Ai ai vou dizer uma coisa, tem horas que é foda ser uma pessoa legal. Daí eu vou citar algo bem básico que meu primo sugeriu para entrar no clima do show de sexta : Minha vida é minha, a sua que se foda". Matanza na sexta, well yeah!

 

Só para começar se as pessoas prestassem 1/3 da atenção que elas dedicam a sua vida no que elas forem falar, pode-se dizer que ocorrerá um milagre! Às vezes é por puro veneno confesso, mais tem pessoas  que eu sei que fazem isso por pura falta de atenção e tato, daí você tem que respirar fundo e não se deixar abalar. A pior coisa que existe na face da terra é gente negativa que só vê o lado ruim das coisas, e que não consegue ficar feliz por você (mesmo que involuntariamente)!

 

Respirei... respirando...

 

Outra coisa que me mata é amigo da onça, citando minha vizinha de 80 anos: "Amigoépracudioutro!" E eu tenho um chama natural para isso... só que segunda chance já se explica por si só, então a terceira e a quarta chance não existem.

Apesar disso eu não deixo de achar uma puta sacagem, sujeira e etc. Se você não for capaz de fazer o que prega vai passar a vida toda enganando os outros, atenção! Os outros pq a Deus (seja lá da fora que se crê) não tem como !

 

Prefiro ter 2 amigos fiéis a 20 volúveis.

 

Por isso ao invés de passar a tarde digerindo isso eu só separo 5 minutos pra isso, e depois ignoro... pq por alguma estranha razão algumas pessoas não fazem falta, já que não estão lá quando você mais precisa.

 

Ai ai pena que tudo isso não tirou meu sono, minha preguiça e... minha dor de cabeça =P

 

 




Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009
Meet me half way

A pior sensação de solidão é a que se sente quando se está acompanhado.

O pior mau humor que se pode ter é quando você acaba de recuperar o seu bom humor.

A pior liberdade é aquela que nos prende.

 

E é isso, não dá para planejar tudo e também não dá para não passar por certas situações. Eu tô cansada, riscando nas paredes os dias para esse fase terminar e se iniciar uma bem melhor, ou, apenas se iniciar outra pq cá pra nós eu estou muito de saco cheio de tudo isso.

 

Tenho tantos planos para 2010 tantos inicios e tantas finalizações.

 

Estou me sentindo só e ao mesmo tempo precisando ficar só sendo que eu não consigo, me parece que estou vivendo algo que não me pertence. Uma casa, um emprego e um namorado que de alguma forma não me completam... Uma casa onde não posso ter minhas próprias visitas, um emprego que faço o que gosto da pior maneira possível e contra a minha vontade, um namorado que eu queria me dedicar mais e não consigo pelo simples fato de estar sempre de alguma forma inconsiente de defesa armada.

 

Queria ter mais coisas em comum com qualquer um que seja, para não me sentir tão orfã numa hora dessas. Hoje definitivamente não amanheci bem, fiquei chateada antes de durmir e fui pra cama com todo aquele peso no peito, eu nunca mais faço isso.

 

 

Preciso de férias, de um lugar bonito e calmo...

Não aguento mais poluição, falta de educação, agitação, esse calor...

 

" Meet me on the Equinox

  Meet me half way

  When the sun is perched at it's highest peek

  In the middle of the day..."

 

 

 


sinto-me:
trilha sonora: Meet me on the Equinox - Death cab for cutie
tags:

by Cá às 13:26
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009
bizy, bizy

Passei uma semana de molho e com dor em casa, uma semana infernal no trabalho (sim, eu ainda tenho um trabalho) e só agora eu tenho tempo de passar aqui no meu cantinho virtual...

 

Eu estou aqui entre banners e cartas de vinho de um restaurante mexicano, escutando Kings of  Leon e, não, eu não sou uma menina indie chata que só escuta essas bandinhas de caras com calça apertada... Então eu tô aqui pensando que lá no restaurante vai ter quiche de legumes mega light e eu vou acabar comendo churrasco de carne assada com baião de um restaurante fureca daqui de perto, isso no mínimo é muita ironia.

 

Ironia mesmo é você perceber que depois que você sai da facul encontrar os seus amigos é quase tão raro quanto algo que preste vir tocar nessa cidade! Não, Cláudia Leite não conta uma vez que deixa pra lá " hoje eu quero beijar na boca" não é a coisa mais inteligente que já escutei na vida hauhauhauahua.

 

Voltando a falar de coisas relevantes, essa semana na aula de inglês meu professor me perguntou "Camel, are you a competive person?" e eu disse "no, I'm not" ( lindo esse parágrafo, Fernando Pessoa não escreveria haha). De fato eu não sou mesmo e acho que de alguma forma isso me prejudica da vida, há um ano eu briguei com uma amiga mt próxima (não nos falamos até hoje) ela me chamou de bipolar e descompensada e falou mais um monte de merda... a pessoa me bloqueou do msn e cortou ligações.

 

Por obra do destino só nos encontramos mais duas vezes e em uma delas fui flar com um amigo em comum e dei de cara com uma "cara de cú" enorme me olhando... não falei com ela, acho q ela não queria MESMO falar comigo. Hoje ela é amiga de um dos meus melhores amigos, ou de alguém que foi um dos pq a distância é foda, e vira e mexe ela está lá trocando "regalos" e isso e aquilo. E eu como pessoa não competitiva que sou deixo, não faço concorrência e largo de mão... o problema é que ontem eu notei que isso me levou ao mesmo grau de importância do que a distinta, fiquei puta (não sei se com razão ou não) e pensei se tivesse sido mais presente isso não teria acontecido.Só que continuo com meu pensamento de que não se deve agradar muito as pessoas para que elas gostem de você, pq daí vc acaba pedendo a sua essência.

 

Whatever, já escrevi de mais e tenho que trabalhar.

 


sinto-me:
trilha sonora: Cold Desert - KOL

by Cá às 13:20
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009
dead memories in my yard...

 Você é só um velho só, preso em um corpo não tão velho assim e mal  tratado.

 Você não passa de uma alma vazia corrompida pela desgraça e pela amargura a qual não se desprende.

 Você é só um fraco, relapso de si mesmo sempre esperando o pior acontecer para sair como vítima.

 Você nunca é o errado, o resto de nós sempre somos.

 Você maltrata a todos, afasta a todos só para se convecer que quando estiver sozinho não vai sentir falta de nada.

 Você faz do seu prezo um desprezo, um menosprezo o qual  te fere de maneira com que você nem sinta

  Você me faz sentir pena dessa alma cheia de pus que se tornou, talvez por um dia ter visto algo a mais em você.

 Você é um cretino, eu te odeio... você acaba comigo toda vez que faz merda. Estou cansada de ser sua babá, estou cansada de levar seus ponta-pés.

 Você seu imbecil,machista de merda um dia vai se arrepender do que fez e não vai ter como pedir desculpas.

 

  Eu não sou seu prêmio, não sou a merda de uma boneca para ser exibida e preterida. O que você faz me faz sentir uma dor tão grande que ferida física alguma vai poder demostrar.


sinto-me:
trilha sonora: dead memories - slipknot


Sábado, 31 de Janeiro de 2009
Pessoas e pessoas

É talvez de uma forma inésplicável ao nosso consciente a maneira com lidamos com as pessoas na nossa vida existem tantos tipos de pessoas que cruzam o nosso caminho durante toda a vida. Tem pessoas que nos dão vida, que enchem nos olhos e que definitivamente vê-las ir embora é saber que estamos perdendo  um pouco do nosso próprio brilho.Também existem as pessoas que lhe fazem forte, que lhe fazem crer em si mesmo e ter confiança no que virá.

 

Agora existe um tipo de pessoa desagradável que muitas vezes parecem recheadas com fel, essas pessoas não se escondem dentro de casca alguma, mas de alguma forma inesplicável passam despercebidos por tantos e resolvem destilar seu veneno e sua podridão em cima de você. Talvez por você estar num ambiente novo, talvez  por você de alguma forma o incomodar com a sua presença ou sua opinião, talvez por você não aplaudir seu espetáculo de mediocridade que tanto é enfeitado para parecer tão interessante.

 

Há pessoas e pessoas, pessoas que só se sentem importantes ou realizados fazendo com que os outros se sintam baixos e incomodados ou intimidados com sua presença desagradável e medíocre, tão bem disfarçada de cosmopolita e tão explícitamente provinciana. A cegueira não só um aspecto físico, é não perceber quão estúpido se pode ser tentando ser superior aos que te cercam - sendo que todos sabem o quão estúpido e vulgar você é na verdade.

 

Sua vulgaridade, estupidez e mediocridade não vão mudar mesmo que você se cubra de outro azul, simplismente porque está na sua essência fétida e pobre.

 

Um desabafo de minha pessoa, estressada por ter que conviver com uma pessoa desse tipo.

 

 


sinto-me: com sono
trilha sonora: Ur so Gay - Katy Perry

by Cá às 13:07
link do post | comentar | favorito

.sobre mim
.pesquisar
 
.Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29
30


.posts recentes

. Afeeez

. Meet me half way

. bizy, bizy

. dead memories in my yard....

. Pessoas e pessoas

.arquivos

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. todas as tags

.links
.foticas
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds