Quarta-feira, 2 de Dezembro de 2009
selfportrait

 

" Everyday feels like a Monday
There is no escaping from the heart ache
Now I gotta put it back together
'Cause it's always better later than never
Wishing I could be in California
I wanna tell ya when I call ya..."

 

 

Foto tirada no espelho do banheiro, trecho de musiquinha mela cueca...

 

 

 



by Cá às 14:16
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009
As easy as 1,2,3,4

Esse post foi feito ao som de 1,2,3,4 do Plain White T's (clica a música e vê o clipe mt fofo)

 

 

Sempre que tomamos uma atitude dá aquele friozinho sacana na barriga algumas vezes pq não tem volta, outras pq talvez você não goste de voltar a ser como era antes. Não dá para colocar em palavras tudo o que está passando na minha cabeça agora vou me ater em dizer estou cheia de energia positiva em mim, e cheia de amor no meu coração.

 

Não queria estar em nenhum outro lugar, que não seja este onde estou agora. A vida pode esconder potinhos de esperança nos lugares mais improváveis, inclusive no seu coração machucado...

 

E hoje quando escutei 1,2,3,4 percebi que a felicidade é tão simples como 1,2,3,4 é so olhar ao seu redor e saber enxergar. Mas pra isso é necessário dar o primeiro passo e, não se esquecer de continuar no caminho certo... algumas pessoas usam post it, outras amarram fitinhas nos dedos, eu... bem eu transformo meus lembretes em coisas bonitas! Oras!

 

Olha que coisa mais linda minha filha mais nova ali em cima!

 

 

 

You make it easy, As easy as 1, 2... 1, 2, 3, 4.
There's only 1 thing2 do, 3 words,4 you.

 

 

I love you (I love you)
xD

 


sinto-me: xD
trilha sonora: 1,2,3,4
tags: , , , , , ,


Sábado, 1 de Agosto de 2009
Girl like that...

Eu nem tinha completado 12 anos de idade e mal tinha começado minha vida de MTV quando eu vi no extinto Top 10 EUA um vídeo que tinha uma camelo e um vocalista liiindo de morrer...

 

Pentelhei meu pai pra comprar o cd da banda Matchbox 20, Yourself or someone like you. E esse albúm me acompanha desde então, a cada ano eu escuto e mudo de música favorita... nessa manhã de sábado eu escolho Girl like that, que fala mais sobre essa Camila do que eu poderia escrever de próprio punho.

 

Ctrl C + Ctrl V do terra traduzidas...

 

Você pensa que esta vida me faria mais corajoso, mas corro assutado de tudo isso!
Eu me detenho em tudo sobre você
Você pensa que ficaria mais tranquilo porque sou mais velho, mas eu me viro com todas estas mudanças
Sou o mesmo velho em sapatos novos

Ela fica triste quando não tem nada acontecendo
Ela diz que isso faz com que ela se sinta inútil

Refrão:
Bem, você tinha que pensar que com uma garota assim qualquer quantidade de amor é melhor que nada
É melhor que nada

Eu coloquei minhas mãos no seu ombro
Você diz que está assutada
E eu penso que eu sei muito sobre você
Você acredita que esta vida me faria alguém mais frio
Que eu iria me entregar às bebidas
E eu, amavelmente, te abracei, criança

Você sabia muito bem que não estava acontecendo nada
E que era isso que fazia você se sentir inútil

Bem, você tinha que pensar que com uma garota assim qualquer quantidade de amor é melhor que nada
É melhor que nada

 
Sim ela te deixa para baixo e depois te anima novamente
Ela diz que esta arrependida, mas isso não é o suficiente para te reanimar
Ela esta arrependida

Eu acordo rapidamente da maneira que eu quero
Sim, mas eu fico fora até muito tarde
Você pensa que esta vida pode ficar mais cruel, mas ela continua desnimada até deixar de ser importante
E te reanima, ela te reanima
Ela te reanima e reanima e reanima...

She pulls you up and over, over

Bem, você tinha que pensar que com uma garota assim qualquer quantidade de amor é melhor que nada
É melhor que nada

 

Link para quem ficar curioso de ver a performance do seu Rob Thomas e sua trupe em Girl Like That no You Tube

 

 

E eu continuo tentando domar meu cabelo pra ele ficar assim... fofis d+!

 

 


sinto-me: sono
trilha sonora: Girl like that - Matchbox twenty
tags: ,

by Cá às 14:54
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
Uma breve autobiografia consumista minha

Eu não sei ao certo quando virei uma consumista de carteirinha lembro que aos 14 comprei meu primeiro Converse de xadrez, era lindo vermelho azul e verde foi o boom no colégio eu e minha amiga Érika só que tínhamos mais eu não era viciada em compras e tbm n tinha muita noção de moda naquela época eu era básica digamos assim...

 

Aos 16 comprei meu primeiro Chuck Taylor (All Star de cano médio) era importado e só eu tinha um desses no colégio (de menina) espanto mesmo eu causei quando fui uma tarde de mini saia e Chuck Taylor aí, fui coroada como a paty/antisocial/rocker/avrillavigne, eu pouco me importava tinha visto uma garota assim no clipe do Deftones e sonhava em pegar o Jonathan Davis do Korn. Foi nessa mesma época que eu começei a ficar com o Bizkitti (vulgo YurE para quem o conheceu depois dos 20)  e conheci todo o cenário punk de playboy de Manaus e começei a prestar atenção nas meninas todas frescas, riquinhas e nojentas...

no meio delas eu era só mais uma garotinha cabeluda que tinha um Chuck Taylor a diferença é que eu não tinha uma blusa da Colcci para cada dia da semana. E eu me sentia mt mal por isso.

 

Aos 18 eu dei um tempo naquela vida escrota e resolvi fazer as coisas do meu jeito e começei a customizar minhas coisas, comprar na C&A e usar sutiã colorido... Fiz amizade com a Nathália eu penso cmg que foi a Nathália que me fez querer ser menina, ela era tão bonita... Com ela eu conheci um mundo novo das pessoas que ralam para ter as coisas, do shopping como antidepressivo. Foi nessa época tbm que conheci pessoas que gostavam de rock e não eram filhinhos de papai alienados de merda, comprei minha primeira havaiana e me senti em casa... foi uma das épocas mais prazerosas da minha vida.

 

Aos 19 descobri o encantado mundo do rockabilly e me permiti ser mais feminina e bem cuidada, deixei de lado a havaina e comecei a colecionar sapatos. Me interecei por moda, aprendi a dançar e gostar de Zumbis, caveiras, poás e cerejas... Fui criando confiança, cortei o cabelo joãozinho pintei de vermelho cereja e começei a usar vestidos.

 

Aos 21 me divorciei do mundo rocker precisava viver a minha vida sem pensar nos outros. Os shows da Soda Billy ficaram um pouco para trás, começei a frequentar novos lugares com novas pessoas me permiti ser mais flexível, não me arrependo continuo sendo uma pin up e acho que serei até ficar velhinha  e as minha cerejinhas ficarem que nem uva-passa...

 

Eu ainda adoro dançar rocka, adoro a Soda  adoro tatuagens old school... mais a vida não para aí a vida continua num botequim com um drink diferente a cada noite. Hoje acabei de crer que eu sou livre...

 

Sou consumista compulsiva devo ter uns 20 vestidos de xadrez e de bolinha lá por casa, ainda uso Converse (só que agora de couro cobre brilhoso!), ainda uso topete, desenho e customizo minhas próprias roupas essa sou eu aos quase 23 anos.

 

Não mudei muito (só 5 quilinhos a mais e umas olheiras) minha maior mudança foi me permitir errar, sentir e viver.

 

É por essas e outras que eu me adoro! E sou phodaaaaaa

 

 

 


sinto-me:
trilha sonora: Me adora

by Cá às 21:16
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 8 de Julho de 2009
...

Em algum ponto da minha vida constatei que algumas pessoas são viciadas em dor. Talvez pela necessidade tão desesperada de nos sentir vivos, a dor se torne tão importante na nossas vidas.

 

O problema é quando a dor tenta anular outros sentimentos que também nos tornam vivos, toma espaço e faz você deixar de aproveitar momentos e assim descobrir que a intensidade da vida não é movida pela dor.

 

Estou rearrumando a casa me preparando para uma nova etapa, consegui o que eu tanto queria no entanto essa conquista me deixou tão tonta que só consegui ficar feliz por ela 5 minutos...depois eu tive medo e agora uma agústia me persegue. Eu nunca saí de casa, então é muito estranho começar a arrumar a vida para começar de novo em outro lugar, dá um frio na barriga e um medo paralizante de derepente nada ser mais como antes.

 

E era para eu estar soltando fogos de artifício, dando festas, enchendo a lata... Só que me sinto angustiada, olho do meu namorado e me dá um aperto no peito que parece dificultar a respiração. Eu sei que não posso me esconder atrás dele, nunca o faria feliz desse jeito.

 

É estranho sair as compras para comprar casacos e botas, no verão amazonense, eu sempre quis isso só que alcançar isso não me trouxe aquele gostinho doce de vitória. Deve ser muito mais fácil abandonar tudo puta da vida, assim não se pensa nas coisas boas que se deixa para trás...

 

Ontem terminei meu curso de direção de arte, agora sou oficialmente uma Diretora de Arte! Só que isso não me deixou mais feliz aconteceu e não marcou nada, aliás, me deixou um tanto preocupada em que rumo tomar da vida... Desistir da vida de moda? Continuar na publicidade? Me aprofundar em fotografia? Criação Artística ou Design de Imagem? Qual o meu diferencial?

 

Ainda tenho que comprar uma mala... Pq a TAP fez a minha ir pro saco literalmente na viagem passada. E meu cabelo, como vou manter o corte????

 

Tá vendo a merda? Minha cabeça não para, sofro de véspera... que cú!

 

Preciso de uma boa sessão de compras, nada de casacos ou botas ou sei lá mais o que... Sapatinha, All Star um bom jeans e umas t-shirts... isso sim são compras! Eu nasci para comprar, adoro comprar experimentar roupas e sapatos, sabe isso funciona tão bem quanto o sexo para me relaxar com a diferença que eu não preciso me relaxar pro antes! Talvez eu precise fazer sexo hj...

 

Whatever hoje ainda tenho uma tarde turbulenta, inglês...Não sei se vou estar viva depois das 8h30, visto que dormi super mal madrugada passada...

 

Isso é a treva! Só consigo pensar em e acabar no choro...

Onde foram parar minhas forças??? Será que se foram com o meu cabelo, pro saco???

 

Tô cansada, afim de matar inglês do dia da minha revisão final para a prova... Quero ir pro shopping :(

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


tags:


Quarta-feira, 24 de Junho de 2009
Feel like a lady...

Estou escutando uma música da minha querida Amy Winehouse do Frank, Sronger than Me. Poor Amy...

 

Me peguei pensado em pq sempre falamos coisas do tipo, eu queria que você fosse mais forte do que eu?! Será que não é pedir demais?

Afinal cada um tem seus problemas, encara a vida de uma forma diferente então pq cultivar esse hábito de sempre depender de alguém e de querer se escorar em alguém supostamente mais forte?

 

Nós devemos ser fortes o suficiente para nossas necessidades, oras. Mas só para as nossas, não dá pra carregar todos na costa querer fazer isso é estupidez, falo por experiência própria.

Nossas expectativas devem se concentrar no nosso alcançe, até pq ninguém tem bola de cristal eficaz o suficiente para adivinhar o que você quer, tudo que nós podemos doar.

 

Pode até parecer egoísmo meu, mas acredito que devemos cuidar de nós mesmos, colocar nos outros a culpa por uma felicidade incompleta é não olhar para dentro de si. É a treva! 

 

Na maioria das vezes só você pode se proteger, e na maioria das vezes sua felicidade só depende de você ( estranho eu falando isso, né) claro que não é a coisa mais fácil do mundo dar conta disso. Muitas coisas você só consegue acertar depois que erra, estar bem consigo mesmo é a resposta para quase tudo, para todas as outras existem as terapias e os psiquiatras... Agora se nada surtir efeito, vá rezar!

 


sinto-me: nice!
trilha sonora: Stronger than me


Quinta-feira, 4 de Junho de 2009
Eu sou assim...

Genten eu sou uma pessoa muito simples, um pouco bruta mas muito simples!

 

Sou incapaz de olhar para uma pessoa calada e que não esteja me olhando e dizer vai se lascar minha amiga o que está fazendo aí?! Se uma pessoa me trata bem, respeita meu espaço seremos felizes para sempre... Meus amigos estão de prova que eu sou uma amiga fiel e verdadeira, hj mesmo disse para uma amiga eu não acho certo + se você quer fazer faça!

 

Se você merece e eu dei mancada, vou te pedir desculpa. Se você pediu, insistiu não viu que a ponta do meu nariz estava vermelha ai meu abooorr o problema é seu, aguente!

 

Descobri que sou uma pessoa muito paciente, agora paciente não quer dizer lesa e muito menos que você vai curtir comigo... Eu sei me defender mooooito bem!

 

Agora me lembrei de uma musica da Ana Carolina, acho que é a única que eu gosto dela inclusive que se chama garganta.

 

" ...Mas não sou beata
Me criei na rua
E não mudo minha postura
Só pra te agradar

Vim parar nessa cidade
Por força da circunstância
Sou assim desde criança
Me criei meio sem lar..."

 

 

=*


sinto-me:
trilha sonora: Garganta - Ana Carolina
tags:

by Cá às 21:03
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 30 de Abril de 2009
O último biscoito (frio) do pote...

Não sei eu posso me achar demais só que as vezes parece que eu esto vivendo em algo errado o tempo todo, eu fico muito down com isso. A sensação de está vivendo um erro sem nexo, que era para estar tudo bem que as coisas não eram para estarem assim me persegue. Preciso voltar a terapia.

 

Ao menos ainda não saí da dieta, isso que importa! Okay  eu to tomando sorvete eu disse que não queria mas deixaram aqui na minha mesa...

 

As vezes queria me perder e não me achar mais, estou me sentindo terrivelmente só. Nem no meu MSN tem alguém falando comigo, a solidão realmente dói. Hoje vou trabalhar de bilheteira num evento da empresa, estou tão cansada nem acredito que vou virar logo hoje.

 

Hoje é o belo dia em que você acorda e depois de 15 minutos diz,  eu queria não ter acordado! 

 

Pausa para tomar o sorvete...

 

Okay 30% da minha deprê passou, acho que era falta de açucar no sangue....

 

To tão desmotivada profissionalmente to de saco cheio desse povo chato que vive gritando. Tenho a sensação que a minha criatividade e meu cérebro estão murchando que, eu estou perdendo a capacidade de criar.

 

E hoje o tempo se arrasta além do possível.

As vezes nossa memória é nossa pior inimiga, to me sentindo o biscoito rejeitado do pote....

 

 

 


sinto-me: down
trilha sonora: chariot

by Cá às 20:06
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Março de 2009
Cinderela (complusiva)

Tá eu sei perfeitamente que eu tenho uma caralhada de coisas para fazer ainda hj... BUT resolvi postar pq eu estava com saudade de falar besteira...

 

Essa semana foi um inferno, completo com direto a espetada na bundinha e tudo! (ui)

 

E perdida em vários sentimentos contraditórios e complexos o.O resolvi fazer uma auto - explicação por mim mesma do que seria eu... ou melhor a cinderela complusiva

 

Resumo dos anos... quando eu fiz 12 anos decidi que iria ser roqueira e skatista, enquanto minhas amigas se enfeitavam e se civilizavam para os meninos eu resolvi escolher o caminho oposto (e muito mais árduo) começei chamando palavrão, virei uma desbocada... depois  deixei o cabelo crescer pq queria fazer dread looks (o que nunca me deixaram), virei durona peitava menino e usava sutião apertado pq n queria ser peituda! Fui a personificação do demo para as minhas tias...

 

Hoje com 22 eu ainda não me encaixo muito com as garotas de 20 e poucos por aí... não eu não espero um principe encantado para me colocar uma aliança no dedo e tornar minha vida mais doce. Não, eu não vivo na balada tomando todas e tando para todos por aí! Como pessoa nervosa que sou e não escondo, tenho até uma viida muito calma... calma demais até que me deixa enervada...

 

Eu não sou lésbica, sim eu tenho um namorado ele não é um pau mandado e, não eu não conto os dias para que o meu namoro de 5 anos vire um casamento na verdade eu prefiro pensar nisso como uma coisa distante - e só para constar eu amo meu namorado, sim -  só tenho um visão diferente. Meu lado cinderela compulsiva.

 

Pena que as pessoas não perdem a oportunidade de meter o bedelho e dizer que se você não pensa como a Branca de Neve, está marcando touca e deveria arrumar outro príncipe... isso me irrita. Parece minha tia falando que tenho q arrumar um cara para me sustentar, porra como boa feminista que sou não quero depender de um homem para comprar até minhas calcinhas!

 

Conselho : tenha sempre um foda-se na ponta da língua para qualquer eventualidade, não fui eu que escrevi foi a Alanis, tá

 

Caraleo, meu ideal de vida é crescer como pessoa sempreeee! Me divertir mooooito e aprender a ser menos nervosa, irritada, barraqueira... essas coisas básicas.

 

Ahhh sim morar um loft só para mim e com uma banheira retrô em algum lugar onde eu possa ter qualidade de vida... é um pouco diferente do castelo & seu príncipe BUT não quer dizer que eu queira estar só

 

bjus com sabor de bacardi no peitinho de  todossss e de todasssss

 

"perdi o sono, a paz, a culpa... meu amor sua sina...você enfiou seus pés numa jaca, cinderela compulsivaaaa..."

 

Ps: eu nunca aprendi a andar de skate, mais namorei skatistas cabeludos para super o trauma! kkkkkkkkkkkkkkkkk até que encontrei meu compulsivo

 

 


sinto-me: com cólicasss
trilha sonora: sunday morning - Maroon 5


Segunda-feira, 2 de Março de 2009
Palavras Soltas... sobre saudade

Ultimamente eu tenho sentido muita saudade da minha avó, ela não era minha avó de verdade, mas foi a única que conheci. Ela foi muitas vezes minha mãe, até.

 

Eu gostaria que ela estivesse aqui agora, agora que sou uma pessoa melhor... Agora que aprendi a ter orgulho das minhas origens e não as escondo de ninguém.  Eu queria ter cuidado de você, ter retribuído um pouco de tudo o que você fez por mim.

 

Ainda guardo cmg o último abraço desajeitado que lhe dei, Cai. Ainda lembro da besteira que lhe falei : " vá e não se estresse Dona Maria, aqui a pouco as duas estarão aqui"

 

Estou lhe esperando até agora  me adonei da sua casa e quebrei o controle da sua TV... Mais isso não lhe trouxe de volta! Chorar também não adiantou de nada!

 

Então fiz tatuagem para você, fiz uma andorinha azul aninhada dentro de uma rosa. Sou eu dentro de todo amor que você deixou para mim... Hoje escrevi  "Cai" no meu pulso esquerdo e no pingo do "i" fiz um coração, é muita saudade não é? Para sua netinha grossa e espinhenta fazer isso...

 

Eu senti você quando fui lá, não pense que me enganou...

 

Desculpe-me por tudo pelas tattoos e os piercings, pelos palavrões... Pela sua parede!

Espero que onde quer que você esteja você me veja como eu sou, por debaixo disso tudo...

 

Amo – te

 

 

 

 




.sobre mim
.pesquisar
 
.Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
27

28
29
30


.posts recentes

. selfportrait

. As easy as 1,2,3,4

. Girl like that...

. Uma breve autobiografia c...

. ...

. Feel like a lady...

. Eu sou assim...

. O último biscoito (frio) ...

. Cinderela (complusiva)

. Palavras Soltas... sobre ...

.arquivos

. Novembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

.tags

. todas as tags

.links
.foticas
.Fazer olhinhos
blogs SAPO
.subscrever feeds